Missão de Negócios em Angola

Pic-BusMission-Angola

Na figura (da esquerda para a direita): Membro do Parlamento Polaco, Sr.Killion Munyama, Sra. Vanessa Silva (Firma de Advocacia Miranda Correia), Sr. David Valente (CEO da Expandglobe). Oradores da Conferência organizada pelo Banco CaixaTotta (Grupo Santander).

 

No final de Março de 2014, esteve presente em Luanda uma delegação de empresas Polacas, cujo objectivo foi o de promover relações empresariais com um dos mercados com maior potencial de África: Angola. A Missão foi organizada pela Câmara do Comércio Central da Polónia e incluiu empresas como a Asseco, Pronar, ZM Tarnow, WCBKT SA e Expandglobe, que apoiou a organização deste evento.

Integrado no projecto Go Africa, a Polónia tem se aproximado de África com o objectivo de desenvolver relações empresariais que venham a reduzir a sua dependência económica da Europa. Angola é a terceira maior economia da África subsariana, o segundo maior produtor de petróleo e detentora de um PIBs com uma das 10 maiores taxas de crescimento no mundo. Com o segundo PIB per capita mais elevado de África, Angola está a atravessar um período de rápido desenvolvimento, potenciado pela sua riqueza em recursos naturais e a sua forte indústria petrolífera. Nenhum outro país africano tem tantos recursos per capita disponíveis para investir no seu desenvolvimento económico como Angola. Com 50% da sua população com uma idade inferior a 18 anos, é expectável que o país duplique a sua população dentro de 20 anos.

Com o programa de desenvolvimento infra-estrutural dependente de especialistas estrangeiros, know-how e apoio financeiro, Angola necessita de fortes parceiros que estejam interessados em co-investir e desenvolver conjuntamente tais empreendimentos. A Polónia está bem posicionada para desempenhar esse papel e tomar parte neste projecto.

David Valente, o CEO Português da empresa Polaca Expandglobe Sp. z oo, que apoia empresas polacas no estabelecimento de negócios em Angola, afirma que “entrar Angola exige uma forte preparação, um forte entendimento do mercado e fortes parceiros locais. Existe um ambiente de negócios competitivo, mas uma vez entrado mercado, tem à sua disposição alguns dos projectos mais rentáveis e lucrativos que possa imaginar para a sua empresa. Angola é uma das maiores oportunidades de negócios no Mundo e a competitividade e know-how Polacos são bem-vindos.”  

Principais recomendações para abordar Angola

1.    Trabalho de casa  – é um mercado altamente competitivo, com práticas distintas das ocidentais, é complexo e precisa de ser compreendido antes de se comprometer recursos. Uma boa preparação pode colher grandes retornos.

2.    Pacote de ofertas  – perceber a cadeia de valor como um todo e providenciar uma solução integrada. Demasiadas empresas abordam Angola com soluções que não se adaptam às necessidades do Mercado local e que não compreendem a sua dinâmica.

 3.    Compromissos Financeiros  – para projectos de investimento é necessário compreender bem as modalidades de financiamento que podem ser prestadas pelos bancos aos parceiros locais, uma vez que isso pode ser essencial para diferenciar a robustez da solução de pacote oferecido ao mercado.

4.    Visão de compromisso sustentável para com o mercado  – Angola não é um mercado para gerar rendimentos no curto prazo – relações comerciais são uma opção viável para começar, mas o grande potencial de lucro é no desenvolvimento de projectos de longo prazo no mercado.

5.    Networking e Parcerias  – sendo as oportunidades e a informação apenas acessível localmente, é essencial reter contactos no mercado e criar relações de confiança com os operadores locais. Uma vez que não existem relatórios de mercado previamente preparados,é necessário compreender e avaliar as oportunidades existentes para tomar decisões corretas.

Fonte: Expandglobe Sp z o.o.

By : admin /April 30, 2014 /Angola, Insight /0 Comment

Comments are closed.